VaLiSeS meta-PoéTicAs XxviI

Duchamp_dança

 

Prelúdio

por DOMINGOS DA MOTA

 

 

Ressoam nas colinas do silêncio
as palavras paradas, por dizer:
sustidas, refreadas, frias, tensas,
apetece libertá-las, a saber,
avivar a língua, silabá-las,
atear-lhes a voz, pô-las a arder,
despertar-lhes os sentidos – e afagá-las
comprazidas num corpo de mulher.

Apetece acolher, pegar em duas
ou três das palavras soltas, nuas
e com elas longamente conversar;
e manter a mais rouca, mais bravia
– prelúdio matinal da rebeldia –
sobre as dunas do tempo a galopar.

*_*_*_*_*_   @ _ @   _*_*_*_*_*

Collage: Marco Aqueiva sob placas pratos e gramática Duchamp

Anúncios

2 Respostas to “VaLiSeS meta-PoéTicAs XxviI”

  1. Caro Marco Aqueiva,

    Agradeço a publicação do meu Prelúdio.

    Domingos da Mota

  2. Caro Aqueiva,
    com certeza, um grande poeta português. tenho gosto em lê-lo. parabéns por tê-lo trazido para o seu Projeto.
    abraços,
    Pedro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: