Arquivo de abril, 2010

VaLiSeS meta-PoéTicAs XxxxI

Posted in Art, arte, Crítica, literatura, literature, Metalinguagem, Poética, poema, poesia, Poetry, semiótica, Tradução with tags , , on 24 abril, 2010 by Marco Aqueiva

O vidro índigo da relva *

The indigo glass in the grass

 

         Por Wallace Stevens

 

Qual é a real –

Esta garrafa de vidro índigo na relva,

ou o banco com vaso de gerânios, o

colchão

manchado e o macacão lavando secando ao

sol?

Qual destes contém na verdade o mundo?

 

Nenhum dos dois, nem os dois juntos.

=====   +++   =====   +++   =====

 * trad. Régis Bonvicino

Metáfora_Gil

O mar, ao mar, na VaLiSe

Posted in literatura, Literatura 2010, Literatura Brasileira, literature, Mar, música, Paulinho da Viola, Poética, poema, poesia, Poetry, semiótica, Timoneiro_Paulinho da Viola, Valise 2010 on 17 abril, 2010 by Marco Aqueiva

 

por Marco Aqueiva

 

Nada mais parecido com o mar do que sua imagem.

Mas cuidado com o vão entre o mar e a imagem do mar.

No mar os olhos vão ao encontro do horizonte e gasta-se o impossível na ambição suprema de alcançá-lo.

Em perseguição à imagem do mar sigo algumas palavras – poesia, princípios do sonho e realidade, jogos, conceição do prazer da literatura – em circulação nas comunidades que freqüento, seus roteiros e cantos de sereia.

Teimo em destravar os fechos da ilusão esperando surgir o mar inteiro

nestas valises.

VaLiSeS meta-PoéTicAs Xxxx

Posted in literatura, Literatura 2010, Literatura Brasileira, literature, Metalinguagem, Poética, poema, poesia, Poetry, semiótica, Valise 2010, Valises on 4 abril, 2010 by Marco Aqueiva

Oferecerás primeiro

um pouco de prosa

incenso

vinho acre

e pão ázimo ao corpo

 

Cederás depois

inverno e remédio

barato aos goles

passatempo e algum

gume contra os olhos

 

Cantarás por fim

as palavras certas

no lugar certo

até o triunfo certo

do projeto suportável

de horas e gozo

 

     ***     +     +++     +     ***

texto e imagem: marco aqueiva