PrAjnA nA eScAdA roLAnTe

 

Estar só, exilado, remoto, no imediato lapso desta roda do mundo, na escada rolante. Corpos recolhidos em sua humana condição. Enfiados em uma quietude postiça em meio a arranha-céus remoinhos de pés com fim e ao léu.

…………………………

Para ler a íntegra desta crônica em prosa poética, é só acessar

http://www.cronopios.com.br/site/prosa.asp?id=5147

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: