PeRFoRMaNCe do CoLeTiVo QuaTaTi

NÓS NO MUNDO – POLIFONIA DA REALIDADE

 

Por Fáttima BRITTO e Marco AQUEIVA

– EU.

– VOCÊ.

– NÓS.

– TODOS NÓS!

– CHEGAMOS AGORA.

– E O QUE TEMOS MESMO A DIZER?

<<<  PAUSA  >>>

– VIDA TODA LINGUAGEM.

– FRASE PERFEITA SEMPRE.

– TALVEZ VERSO.

– VIDA LINGUAGEM? FRASE PERFEITA?

– GRANDE SERTÃO SIM! VEREDAS E RIOBALDO.

– EU. VOCÊ. NÓS. TODOS NÓS!

<<<  PAUSA  >>>

– TODOS NÓS EM PLENA TRAVESSIA.

– TODOS NÓS UM PEQUENO GRANDE QUATATI SAINDO DA TOCA…

– CRUZANDO ENCRUZILHADAS,

– VISLUMBRANDO PONTES.

– MAS SINHÁ VITÓRIA NÃO CONSEGUIA ENXERGAR PONTES… NEM CAMA…

– E “DIADORIM ERA MAIS DO ÓDIO QUE DO AMOR?”

–  E O QUE PENSAM  OS QUATIS ATIRADOS ÀS MARGENS, POR CARROS VELOZES, VOANDO POR ESTRADAS ESBURACADAS EM NOITES ESCURAS?

– O SANGUE QUENTE ESFRIANDO NO ASFALTO.

<<<  PAUSA  >>>

– E LUÍS DA SILVA CAMINHANDO ENTRE MULTIDÕES, PRONTO A ENFORCAR-SE COM A PRÓPRIA GRAVATA? O QUE PENSAVA?

– GRACILIANO DESCOBRIU UM DENTRE MILHÕES… MILHÕES QUE HOJE ESTÃO ESPIANDO AS PRÓPRIAS GRAVATAS, AMEAÇANDO SAIR DE CENA…

– SIM, SIM. HÁ SEMPRE CRIMES E CASTIGOS MESMO QUE NÃO EXISTA CULPA.

– HÁ MESMO FRASES PERFEITAS?

– NÃO SEI.

– TALVEZ VERSOS.

– MAS HÁ AS SERRAS ALÉM DAS CIDADES ENTULHADAS DE TECNOLOGIA E DE SEUS VAZIOS.

– SIM. HÁ AS SERRAS ONDE CORREM CRIANÇAS DESCALÇAS E FAMINTAS…

– PERFEITA?

– NÃO SEI. TALVEZ VERSOS.

– ESPEREM!  MIREM, VEJAM: O MAIS BONITO

– O mais importante e bonito do mundo é isto:

– que as pessoas não estão sempre iguais, mas que elas vão sempre mudando.

<<<  PAUSA  >>>

– COMO ASSIM? HÁ TANTOS COMO PAULO HONÓRIO AFOGANDO-SE EM SOLIDÃO!

–  E  TANTO DE DOM CASMURRO NA OFICINA DE HOMENS SE FAZENDO

– HOMENS SE FAZENDO NA OFICINA?

– HOMENS SE FAZENDO CASMURROS BONAPARTES, ÁTILAS POR TODA PARTE

– BUSH (TOSSE) BUSH

– ROSE BUSH

– DEATH BUSH

– 11 DE SETEMBRO

<<<  PAUSA  >>>

– NÃO FAÇA RODEIOS

– HOMENS SE FAZENDO CAMINHO

– UMA BANDA PODRE, UM LUGAR INDESEJÁVEL ONDE NÃO ESTAMOS

– UMA ERRADA QUE NÃO SE ESPERA CONHECER

– E BEM OU MAL CONHECEMOS

– SEM QUERER VER A PRÓPRIA VERDADE NOS OLHOS CIGANOS, DE RESSACA…

– MAS HÁ A POESIA, QUE É A NOSSA CACHAÇA DE TODO DIA…

– E HÁ O SONO, A BREVE MORTE DE CADA NOITE…

– MAS DE QUE VALE O SONO SE HÁ VOCÊ E EU E NÓS NESSE GRANDE POÇO DE AREIA MOVEDIÇA?

– MAS TAMBÉM  HÁ SEMPRE PALAVRAS EM QUE  PODEMOS NOS APOIAR…

– SIM. HÁ SEMPRE PALAVRAS. SEMPRE HAVERÁ PALAVRAS!

– SEMPRE HÁ COMÍCIOS POSSÍVEIS: ABAIXO A INSÔNIA DO DESEMPREGO!

– ABAIXO A INSÔNIA DA LUTA SEM SUSTENTAÇÃO

– INADIÁVEL E PERDIDA

– ABAIXO A INSÔNIA DA CONTA A PAGAR!

– E A INSÔNIA DO AMOR IMPOSSÍVEL…

– HÁ SEMPRE PALAVRAS E  ESPERANÇA…

– SIM! HÁ  SEMPRE ALGUÉM ESPERANDO, ESPERANDO, ESPERANDO…

– MAS GODOT…? GODOT TALVEZ NÃO VENHA NUNCA, E TUDO PARECE CADA VEZ MAIS ABSURDO!

<<<  PAUSA  >>>

– MEU AMIGO, ESQUEÇA ISSO. HÁ SEMPRE MAIS MISTÉRIOS ENTRE O CÉU E A TERRA…

– DO QUE JULGA NOSSA OPORTUNA FILOSOFIA?

– PAREM PAREM COM ISSO! NÃO VIVEMOS EM TEMPOS DE FILOSOFIAS…

– NÃO SOMOS HOMENS DE FILOSOFIAS? POR QUÊ?

– POR QUÊ? SIM, POR QUE SE SOMOS FEITOS DA MATÉRIA DE QUE SÃO FEITOS OS SONHOS?

– O QUÊ? QUEM É FEITO DA MATÉRIA DE QUE SÃO FEITOS OS SONHOS?

SILÊNCIO

– UM PEQUENO GRANDE QUATATI: OLHOS FAMINTOS, PATAS ÁGEIS, SANGUE A SER RECOLHIDO DO ASFALTO; EM BUSCA DE PONTES E PONTES…

– EM BUSCA DE PONTOS QUE FORMEM FIGURAS, QUE FORMEM SENTIDOS…

–  SINHÁ VITÓRIA, DIADORIM,  LUÍS DA SILVA, PAULO HONÓRIO, DOM CASMURRO, BUSH

– BUSH NÃO!

– TIREMOS OS TANTOS BUSHES DA ROSEIRA

– E DESTA FLOR DE AUDITÓRIO

– AUDITÓRIO EM FLOR, FLORAÇÃO DE SONHOS

– VIDA TODA LINGUAGEM, OFICINA DE SOLIDÕES E SONHOS INCOMUNICÁVEIS

– SINHÁ VITÓRIA, DIADORIM,  LUÍS DA SILVA, PAULO HONÓRIO, DOM CASMURRO, CAPITU, JACINTO,  VOCÊ, EU, NÓS, TODOS NÓS…

– E HÁ MACABEIAS E FABIANOS…

– SIM… SINHÁ VITÓRIA  TINHA UM SONHO: SONHAVA COM UMA CAMA. FABIANO NÃO TINHA LINGUAGEM E  SEQUER SONHAVA EM TÊ-LA. SABIA QUE JAMAIS PODERIA TÊ-LA…

– MAS O VAQUEIRO TINHA MEDO, MUITO MEDO…

– MEDO DO PATRÃO QUE LHE TIRAVA AS MOEDAS E SUGAVA O SANGUE DA PELE VERMELHA DO SOL DO SERTÃO.

<<<  PAUSA  >>>

– TER MEDO É VIVER PELA METADE?

– TODO O MAL DO MUNDO VEM DE NOS IMPORTARMOS UNS COM OS OUTROS?

– O GRANDE E TRISTE ALBERTO CAEIRO. APENAS UMA FACETA…

– PESSOA FOI 50? FOI 70? MÁRIO DE ANDRADE FOI 350?

– É NÓS? E NÓS QUANTOS SOMOS?

– SOMOS TANTOS E TANTOS E TANTOS E SOMOS ATÉ A CLARA CLARICE

– QUE DISSE, TALVEZ EM UMA TARDE DE OUTONO, RODEADA DE GATOS,  UM POUCO ANTES DE MORRER, ACOSSADA POR UM CÂNCER, EM 1977:

– “SIM, MINHA FORÇA ESTÁ NA SOLIDÃO.”

<<<  PAUSA  >>>

– DOCE E DURA CLARICE, VIDA TODA LINGUAGEM

– TODA LINGUAGEM, SONHOS POR COMPARTILHAR

– UM GALO SÓ NÃO CANTA O AMANHÃ.

– Um galo sozinho não tece uma manhã:
– ele precisará sempre de outros galos.
– De um que apanhe esse grito que ele
– e o lance a outro; de um outro galo
– que apanhe o grito que um galo antes
– e o lance a outro; e de outros galos
– que com muitos outros galos se cruzem
– os fios de sol de seus gritos de galo,
– para que a manhã, desde uma teia tênue,
– se vá tecendo, entre todos os galos.
– E se encorpando em tela, entre todos,
– se erguendo tenda, onde entrem todos,
– se entretendendo para todos, no toldo
– (a manhã) que plana livre de armação.
– A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
– que, tecido, se eleva por si: luz balão.

<<<  PAUSA  >>>

– CHEGAMOS AGORA. E O QUE TEMOS MESMO A DIZER?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: